Rádio

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Ministro do Turismo fala sobre a JMJ Rio 2013



De 23 a 28 de julho de 2013, jovens de todo o mundo estarão reunidos na cidade do Rio de Janeiro (RJ) para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que pela primeira vez vem ao Brasil. Essa é a oportunidade dos jovens reforçarem os laços da fé através de palestras, adorações, e, claro, de um encontro com o papa Bento XVI.

Desde o anúncio da Cidade Maravilhosa como sede do evento, a arquidiocese do Rio de Janeiro se prepara para acolher os jovens e também foca a divulgação desse encontro mundial. Já foram feitos concursos para a escolha da logomarca e do hino da Jornada e, além disso, o “Embaixador” da JMJ Rio 2013, o Cristo Redentor, irá percorrer os continentes em uma exposição itinerante.

Os órgãos públicos também se preparam para a Jornada. Para o ministro do Turismo, Gastão Vieira, a JMJ é um estimulante para o Turismo. Ele afirmou que é necessário preparar o Brasil como destino, de uma forma sustentável.

“Nosso objetivo é preparar todo o país como destino turístico, de forma sustentável, e levar em consideração os grandes eventos dos próximos anos de forma integrada. Para isso, o Ministério do Turismo trabalha para melhorar a infraestrutura turística no Brasil, a divulgação dos nossos atrativos no exterior e a promoção do turismo doméstico. As ações da pasta têm sido reforçadas em todas as regiões brasileiras, potencializando o que cada uma tem de melhor para oferecer aos visitantes. Dessa forma, destinos além das capitais estão desenvolvendo sua cadeia turística, para que os visitantes se sintam acolhidos e dispostos a retornar ao país em viagens futuras”, disse o ministro.

Ainda de acordo com o ministro Gastão Vieira, pelo menos dois milhões de pessoas devem participar da Jornada, que contará também com as novas tecnologias para divulgar o Brasil no exterior.

“O evento oferecerá uma oportunidade fantástica de exposição turística do nosso país no exterior, especialmente aos jovens, que pela relação que têm com as novas tecnologias, como as redes sociais, serão os grandes ‘divulgadores’ do Brasil em seus países. Calculamos que pelo menos dois milhões de pessoas participem do evento, entre brasileiros e estrangeiros, o que terá grande impacto na economia do Rio de Janeiro e de outros estados”, afirmou.

O ministro garantiu que o Rio de Janeiro tem estrutura para acolher todos os peregrinos, graças à tradição de acolher grandes eventos. “O Rio de Janeiro tem vocação natural para receber um grande número de turistas de todas as partes do mundo. A tradição na preparação dos grandes eventos – como a festa de Réveillon e o Carnaval – e a eficiência da atual política de segurança pública ratificam a competência da cidade para a realização de encontros como a Jornada Mundial da Juventude”, ponderou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário