Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

Nos fará bem pedir ao Senhor que nos dê o dom da fortaleza

Imagem
PAPA FRANCISCO AUDIÊNCIA GERAL Praça de São Pedro
Quarta-feira, 14 de Maio de 2014

Refletimos nas catequeses passadas sobre os primeiros três dons do Espírito Santo: a sabedoria, o entendimento e o conselho. Hoje pensemos naquilo que o Senhor faz: Ele vem sempre para nos apoiar na nossa fraqueza e faz isto com um dom especial: o dom da fortaleza. 1. Há uma parábola, contada por Jesus, que nos ajuda a acolher a importância deste dom. Um semeador sai para semear; nem toda a semente que espalha, porém, dá fruto. Aquilo que acaba pelo caminho é comido pelos pássaros; aquilo que cai em terreno rochoso ou em meio a espinhos semeia, mas logo é secado pelo sol ou sufocado pelos espinhos. Somente aquilo que termina em terreno bom pode crescer e dar fruto (cfr Mc 4, 3-9 // Mt 13, 3-9 // Lc 8, 4-8). Como o próprio Jesus explica aos seus discípulos, este semeador representa o Pai, que espalha abundantemente a semente da sua Palavra. A semente, porém, muitas vezes encontra a aridez do nosso coração …

SÃO MATIAS, APÓSTOLO

Imagem
No capítulo I dos Atos dos Apóstolos vem narrada a eleição desse apóstolo, chamado a recompor o número dos Doze, após a defecção de Judas Iscariotes. Pedro sugeriu o método já posto em prática no Antigo Testamento: tirar a sorte entre dois candidatos. Eram estes José, cognominado o Justo, e Matias. Ambos preenchiam os requisitos para a missão apostólica. “É necessário, pois, que, destes homens que nos acompanharam durante todo o tempo em que o Senhor Jesus viveu no meio de nós, a começar pelo batismo de João até o dia em que nos foi arrebatado, haja um que se torne conosco testemunha de sua ressurreição.” Antes de tirar a sorte, os apóstolos pediram: “Mostra, Senhor, qual foi que escolheste”.  A sorte recaiu em Matias. É conveniente saber que, antes de fazer parte do reduzido grupo dos apóstolos, reunidos à espera de Pentecostes, o escolhido seguiu Jesus desde o começo de sua vida pública, em meio ao grupo dos discípulos cujo número aumentava, e dia após dia foi testemunha da ressurre…

Homilia do papa na Casa Santa Marta: é Deus quem evangeliza, não a burocracia

O papa Francisco nos pede docilidade ao Espírito Santo, diálogo e confiança na graça Cidade do Vaticano, 08 de Maio de 2014 (Zenit.orgRedacao | 217 visitas Em sua homilia na missa desta quinta-feira na Casa Santa Marta, o papa Francisco recordou que “quem faz a evangelização é Deus”, contrapondo esta verdade ao excesso de burocratização que pode obstaculizar a aproximação das pessoas de Deus. O Santo Padre destacou o modelo seguido pelo apóstolo Felipe, que, como indicam os Atos dos Apóstolos, ressalta três qualidades cristalinas de um cristão: a docilidade ao Espírito Santo, o diálogo e a confiança na graça. O primeiro caso acontece quando o Espírito Santo pede que Felipe interrompa as suas atividades e vá atrás da carruagem em que o ministro da rainha da Etiópia está viajando entre Jerusalém e Gaza. “Felipe obedece, é dócil à palavra do Senhor. Sem dúvida, ele teve que deixar de lado muitas coisas que tinha para fazer, porque os apóstolos, naqueles tempos, estavam muito ocupados …

Homilia do papa Francisco na Casa Santa Marta: A Igreja é fecunda e mãe quando dá testemunho de Jesus Cristo

Nesta terça-feira, o Santo Padre recorda que a Igreja não é uma universidade da religião Cidade do Vaticano, 06 de Maio de 2014 (Zenit.orgRedação O cristão que não dá testemunho se torna estéril, disse o Santo Padre na missa celebrada hoje de manhã na capela da Casa Santa Marta. Durante a homilia, Francisco refletiu sobre o martírio de Santo Estêvão, narrado nos Atos dos Apóstolos. O papa indicou que a Igreja não é "uma universidade da religião", mas sim o povo que segue Jesus: só assim "ela é fecunda e mãe". "O martírio de Estêvão deriva do martírio de Jesus", observou Francisco. O Santo Padre percorreu o caminho que levou o primeiro mártir da Igreja até a morte. Ele também, como Jesus, tinha se visto diante dos "ciúmes dos dirigentes que queriam eliminá-lo", disse o papa. Também contra ele há "falsos testemunhos", um "julgamento feito um pouco depressa". E Estêvão lhes diz, como Jesus tinha dito, que eles estão resistind…

CNBB abre inscrições para primeira Missão Jovem na Amazônia

Imagem
Comissões Episcopais para Juventude pretendem despertar iniciativas missionárias de católicos no BrasilBrasília, 05 de Maio de 2014 (Zenit.orgLilian da Paz Estão abertas as inscrições para a Missão Jovem na Amazônia. Inspiradas pelo apelo do Papa Francisco na JMJ 2013 - ‘Ide, sem medo, para servir’ – as Comissões Episcopais para a Juventude, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), decidiram organizar este grande chamado missionário. A ideia da missão jovem veio também da realização de um seminário sobre o tema, realizado em 2012, ainda em preparação para a Jornada do Rio de Janeiro. A concretização do projeto veio no fim do ano passado com o 1º Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal, em que diversas dioceses tiveram a oportunidade de se candidatarem para receber uma missão juvenil. As dioceses escolhidas para a primeira edição da Missão Jovem na Amazônia foram Roraima, Coari, Borba e Parintins (estas três últimas na Amazônia). Estas Igrejas locais vão receber 60…

Homilia do papa na Casa Santa Marta: cristãos sem vaidade e sem sede de poder e dinheiro

Francisco afirma que é preciso seguir o Senhor com retidão de intenção Cidade do Vaticano, 05 de Maio de 2014 (Zenit.orgRedacao Há pessoas na Igreja que seguem Jesus por vaidade ou por sede de poder e dinheiro. Que nosso Senhor nos dê a graça de segui-lo só por amor. Esta foi a mensagem do papa Francisco extraída das leituras de hoje e explicada na homilia da missa celebrada na capela da Casa Santa Marta. No evangelho do dia, Jesus repreende a multidão que o procura porque tinha se saciado depois da multiplicação dos pães e dos peixes. O Santo Padre nos convidou a perguntar se seguimos o Senhor por amor ou para ter alguma vantagem. “Porque nós somos todos pecadores e sempre existe algo de interesse que tem que ser purificado no seguimento de Jesus. Temos que trabalhar interiormente para segui-lo por causa dele mesmo, por amor. Jesus alude a três atitudes que não são boas para segui-lo ou para buscar a Deus. A primeira é a vaidade”. Em particular, explicou o pontífice, ela aparece no…

3º DOMINGO DA PÁSCOA

Imagem
1ª LEITURA: At 2,14.22-23 SALMO 15(16) 2ª LEITURA: 1Pd1,17-21 EVANGELHO: Lc 24,13-35


A liturgia de hoje nos conscientiza de que Jesus, apesar – e por meio – de seu sofrimento e morte, é aquele que realiza plenamente o que a experiência de Deus no Antigo Testamento já deixou entrever, aquilo que se reconhece nas antigas Escrituras quando se olha para trás à luz do que aconteceu a Jesus. Ao tomarmos consciência disso, brota-nos, como nos discípulos de Emaús, um sentimento de íntima gratidão e alegria (“Não ardia o nosso coração…?” [Lc 24,32]) que invade a celebração toda, especialmente quando, ao partir o pão, a comunidade experimenta o Senhor ressuscitado presente no seu meio.
A saudade é a benfazeja presença do ausente. Quando alguém da família ou uma pessoa querida está longe, a gente procura se lembrar dessa pessoa. É o que aconteceu com os discípulos de Emaús. Jesus fora embora… mas, sem que o reconhecessem, estava caminhando com eles. Explicava-lhes as Escrituras. Mostrava-lhes o…