Rádio

terça-feira, 20 de maio de 2008

Fábula-mito do cuidado

Certo dia, ao atravessar um rio, Cuidado viu um pedaço de barro. Logo teve uma idéia inspirada. Tomou um pouco do barro e começou a dar-lhe forma. Enquanto contemplava o que havia feito, apareceu Júpiter.
Cuidado pediu-lhe que soprasse espírito nele. O que Júpiter fez de bom grado.
Quando, porém, Cuidado quis dar um nome à criatura que havia moldado, Júpiter o proibiu. Exigiu que fosse imposto o seu nome.
Enquanto Júpiter e Cuidado discutiam, surgiu, de repente, a Terra. Quis também ela conferir o seu nome à criatura, pois fora feita de barro, material do corpo da Terra. Originou-se então uma discussão generalizada.
De comum acordo pediram a Saturno que funcionasse como árbitro. Este tomou a seguinte decisão que pareceu justa:
"Você, Júpiter, deu-lhe o espírito; receberá, pois, de volta este espírito por ocasião da morte dessa criatura.
Você, Terra, deu-lhe o corpo; receberá, portanto, também de volta o seu corpo quando essa criatura morrer.
Mas como você, Cuidado, foi quem, por primeiro, moldou a criatura, ficará sob seus cuidados enquanto ela viver.
E uma vez que entre vocês há acalorada discussão acerca do nome, decido eu: esta criatura será chamada Homem, isto é, feita de húmus, que significa terra fértil".
Gaius Julius Hyginus

domingo, 11 de maio de 2008

SOLENIDADE DE PENTECOSTES

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.*
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia

Hino

Veni creator Spíritus,
mentes tuórum visita
imple supérna gracia
quae tu creáti pectora.
Qui díceris Paráclitus,
altíssimi donum Dei,
fons vivus, ignis, cháritas,
et spiritális úncio.
Tu septifórmis múnere,
dígitus patérne déxterae,
tu rite promissum Patris,
sémone ditans gútura.
Accénde lúmen sensibus,
infunde amórem córdibus,
infirma nostri córporis
Virtute firmans pérpeti.
Hostem répellas longius,
pacémque dones prótinus,
ductore sic te praevio
vitémus omne nóxium.
Per te sciamus da Patrem,
noscamus atque Filium,
teque utriusque Spirítum,
Crédamus omni témpore.

Salmodia

Ant. 1 O Espírito do Senhor encheu todo o universo. Aleluia.
Salmo 109(110),1-5.7
_ Palavra do Senhor ao meu Senhor:*
"Assenta-te ao lado meu direito
_ até que eu ponha os inimigos teus*
como escabelo por debaixo de teus pés!"
= O Senhor estenderá desde Sião†
vosso cetro de poder, pois Ele diz:*
"Domina com vigor teus inimigos;
= tu és príncipe desde o dia em que nasceste;†
na glória e esplendor da santidade,*
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!"
= Jurou o Senhor e manterá sua palavra:†
"Tu és sacerdote eternamente,*
segundo a ordem do rei Melquisedec!"
_ À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz:*
"No dia da ira esmagarás os reis da terra!
_ Beberás água corrente no caminho,*
por isso seguirás de fronte erguida!"
Ant. O Espírito do Senhor encheu todo o universo. Aleluia.

Ant. 2 Confirmai em nós, ó Deus, o que em nós realizastes
a partir de vosso templo que está em Jerusalém. Aleluia.
Salmo 113A(114)
_ Quando o povo de Israel saiu do Egito,*
e os filhos de Jacó, de um povo estranho,
_ Judá tornou-se o templo do Senhor,*
e Israel transformou-se em seu domínio.
_ O mar, à vista disso, pôs-se em fuga,*
e as águas do Jordão retrocederam;
_ as montanhas deram pulos como ovelhas,*
e as colinas, parecendo cordeirinhos.
_ Ó mar, o que tens tu, para fugir?*
E tu, Jordão, por que recuas deste modo?
_ Por que dais pulos como ovelhas, ó montanhas?*
_ Treme, ó terra, ante a face do Senhor,*
ante a face do Senhor Deus de Jacó!
_ O rochedo ele mudou em grande lago,*
e da pedra fez brotar águas correntes!
Ant. Confirmai em nós, ó Deus, o que em nós realizastes
a partir de vosso templo que está em Jerusalém. Aleluia.

Ant. 3 Ficaram cheios todos eles do Espírto de Deus,
e começaram a falar. Aleluia.
Cântico Cf. Ap 19,1-2.5-7
= Aleluia,
Ao nosso Deus a salvação,*
honra, glória e poder!
_ Pois são verdade e justiça*
os juízos do Senhor.
R. Aleluia.
= Aleluia,
Celebrai o nosso Deus,*
servidores do Senhor!
_ E vós todos que o temeis, *
vós os grandes e os pequenos!
R. Aleluia.
= Aleluia,
De seu reino tomou posse*
nosso Deus onipotente!
_ Exultemos de alegria,*
demos glória ao nosso Deus!
R. Aleluia.
= Aleluia,
Eis que as núpcias do Cordeiro*
redivivo se aproximam!
_ Sua Esposa se enfeitou,*
se vestiu de linho puro.
R. Aleluia.
Ant. Ficaram cheios todos eles do Espírito de Deus,
e começaram a falar. Aleluia.

Leitura breve Ef 4,3-6
Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz. Há um só Corpo e um só Espírito, como também é uma só a esperança à qual fostes chamados. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por meio de todos e permanece em todos.

Responsório breve
R. O Espírito do Senhor enche todo o universo.
* Aleluia, aleluia. R. O Espírito.
V. Dá consistência a tudo
e tem conhecimento de tudo o que se diz. * Aleluia.
Glória ao Pai. R. O Espírito.

Cântico evangélico: Magnificat Lc 1,46-55
Ant. Chegou hoje o grande dia do sagrado Pentecostes, aleluia;
hoje o Espírito de Deus apareceu
como num fogo aos discípulos
e lhes deu os seus carismas, os seus dons mais variados,
enviou-os pelo mundo, testemunhas do Evangelho:
O que crer e receber o batismo do Senhor
será salvo, aleluia.
_ Magnificat anima mea Dóminum*
et exsultavit spíritus meus in Deo salutáre meo.
_ Quia respexit humilitatem ancíllae suae:*
ecce enin ex hoc beatam me dicent amnes generationes.
_ Quia fecit mihi magna, qui potens est:*
et sanctum nomem ejus!
_ Et misericórdia ejus a prógenie in progenies*
timentibus eum.
_ Fecit poténtiam in brachio suo:*
dispersit superbos mente cordis sui.
_ Deposuit potentes de sede,*
et exaltavit humiles.
_ Esurientes implevit bonis:*
et divites dimisit inanes.
_ Suscépti Israel puerum suum,*
recórdatus misericórdiae suae.
_ Sicut locus est ad patres nostros,*
Abraham et sémini ejus in saécula.
Ant. Chegou hoje o grande dia do sagrado Pentecostes, aleluia;
hoje o Espírito de Deus apareceu
como num fogo aos discípulos
e lhes deu os seus carismas, os seus dons mais variados,
enviou-os pelo mundo, testemunhas do Evangelho:
O que crer e receber o batismo do Senhor
será salvo, aleluia.

Preces

Oremos a Deus Pai, que por Jesus Cristo reuniu a sua Igreja; e supliquemos com fé e alegria:
R. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e renovai a face da terra!
Fazei que todos os habitantes da terra, unidos num só batismo e no mesmo Espírito,
- sejam um só coração e uma só alma. R.
Vós, enchestes o universo inteiro com o vosso Espírito,
- ajudai a humanidade na construção de um mundo novo de justiça e de paz. R.
Senhor Deus, Pai de todos os seres humanos, que quereis reunir numa só fé todos os vossos filhos e filhas dispersos,
- iluminai a terra inteira com a graça do Espírito Santo. R.
Vós, que renovais todas as coisas pelo vosso Espírito,
- dai saúde aos doentes, alegria aos tristes e a todos a salvação. R.
(intenções livres)
Vós, que pelo Espírito Santo ressuscitastes vosso Filho entre os mortos,
- dai a vida eterna aos que partiram deste mundo. R.
Pai nosso...

Oração
Deus eterno e todo-poderoso, quisestes que o mistério pascalse completasse durante cinquenta dias, até a vinda do Espírito Santo. Fazei que todas as nações dispersas pela terra, na diversidade de suas línguas, se unam no louvor de vosso nome. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós.
Abençoe-vos Deus todo poderoso,
†Pai e Filho e Espírito Santo.
R. Amém
Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Aleluia, aleluia.
R. Graças a Deus. Aleluia, aleluia.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Socrático

Por que você come?
Onde você quer chegar?
O que você educa?
O que é essêncial para você?

Analise, pense, reflita: responda!
Comer para satisfazer ao paladar?
Caminhar por onde a vida quiser lhe levar?
Educar aos desejos e viver desregradamente?
Deixar-se levar pela aparência?

Comer por comer; cuidado para não explodir!
A vida lhe leva; cuidado para não se perder!
Alimentar aos desejos; cuidado para não ficar escravo deles!
Viver de aparência; cuidado para não se decepcionar!

Reflita, coragem, confronte-se!
Silencie, medite, ouça!
Comunique, extravase, caminhe!

ASSUMA-SE
LIBERTE-SE
VIVA...

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Negativas

Não quero mais de viver de desejos apenas!
Não sou o que as pessoas pensam que sou.
Não gosto de gente falsa.
Não vivo por viver.
Não gosto de cumprir horários.
Não gosto de viver sem regras pra serem burladas.
Não gosto de sentir o que sinto.
Não reclamo da vida.
Não gosto de lógica.
Não quero morar por toda a vida em Caçapava.
Não gosto de frio.
Não sou mulher.
Não sou "homem".
Não sou aquilo que sou.
Não sou apegado a minha bolsa.
Não, não, não...

E interprete como quiser!