Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

Nossa Senhora do Natal

Imagem
A reflexão sobre a festa do Natal nos leva a contemplar a figura de Maria a partir de uma ótica ao mesmo tempo divina e histórica e, em ambas, percebemos a beleza de um Deus que não assume apenas a realidade humana, mas também todo um projeto de salvação que envolve todos os homens e todas as mulheres de todos os
tempos. O Natal é, neste sentido, o momento mais importante para nos darmos conta de que Jesus Cristo é o centro da História, tudo converge para ele e tudo encontra, nele, o sentido. É Ele o motivo do Natal porque Ele é Deus que entra na História para dar-lhe luz e sentido profundo.
Um fato, entretanto, nos enternece com a mesma força com que nos faz pensar de maneira mais antropológica. Jesus chega ao mundo e se deixa adorar pela primeira vez nos braços de uma MÃE. É bonito percebermos que a Mãe, na noite de Natal, não é apenas a imagem protetora do Filho recém nascido, ela é, isto sim, o candelabro escolhido pelo Pai para trazer ao mundo a luz da verdade e a própria verdad…

3º DOMINGO DO ADVENTO - ANO C - 16/12/2012

“Alegrai-vos sempre no Senhor. De novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor está perto!”. (cf. Fl. 4,4.5).
A Alegria é o tema fundamental deste Terceiro Domingo do Advento, que a antiga liturgia latina chamava de Domingo Gaudete. Quando a esperada vinda está finalmente para se realizar e todos os sinais a confirmam, a esperança e a preparação se transformam em alegria e júbilo. A curto prazo, a perspectiva da vinda transforma-se em antecipação da presença. Por isso o espírito deste domingo é de Alegria, que vem de “Gaudete”, ou seja, “Alegrai-vos”(cf. Fl. 4,4-7). A Alegria que brota do sentimento de viver sempre na presença do Senhor e que assim produz em todos os cristãos não só o sentimento que por si só já deve dizer muito, mas deve produz um novo efeito de vida: o epieikes, ou seja, o bom grado – o cristão não apenas tem alegria, mas é uma alegria para quem o encontra. Isso seria verdade?
Por isso, o Santo Evangelho(Lc 3,10-18), nos ensina que aqueles que acolhem a pregação de João…

Como podemos manifestar de maneira concreta a conversão à qual o Senhor nos chama?

Imagem
RIO DE JANEIRO, sexta-feira, 14 de dezembro de 2012 (ZENIT.org) - É a pergunta que as diversas situações fazem a João Batista diante da pregação da chegada do Messias, Salvador do Mundo. E João convida a todos à mudança concreta de vida. Essa mudança é para nós demonstrada com a celebração penitencial.
Aproximamo-nos da grande solenidade do Natal do Senhor, quando a liturgia nos fará penetrar no mistério do Salvador, que se faz homem para nos redimir e elevar-nos à Sua divina dignidade. Como na noite de Natal, há dois mil anos passados, somos chamados a reconhecer a luz que ilumina as trevas da humanidade, e, reconhecendo-a, acercar-se dela e contemplá-la, a fim de que ela nos ilumine e nos faça partícipes da sua graça.
Nessa perspectiva, somos chamados a olhar para o nosso interior e perceber o quanto cada um de nós, de maneira tanto particular quanto comunitária, vive o momento propício que o Tempo do Advento nos proporciona, no qual realizamos a caminhada do Povo de Deus da antiga…

Santo Ambrósio, bispo e doutor da igreja

Imagem
Luiz Francisco Beccari
De importante família romana, Ambrósio nasceu em 340, na Gália, da qual seu pai era governador. Ainda jovem, viu sua irmã, Santa Marcelina, beijar a mão de um Bispo e deu-lhe a sua a beijar, dizendo: "Também eu serei Bispo um dia".
Estudou direito e retórica em Roma, e fez brilhante carreira: Advogado Consular, Conselheiro do Imperador e Governador das províncias de Emília e Ligúria, com sede em Milão.
Uma singular eleição No ano 374, morreu o Bispo dessa cidade. Para eleger seu sucessor, a população se dividiu em dois partidos. Os católicos queriam eleger um homem fiel ao Papa, os arianos propugnavam por um sequaz de Ario. A exaltação dos ânimos ameaçava degenerar em guerra civil.
O Governador Ambrósio viu-se obrigado a intervir para manter a ordem. Dispôs suas tropas na praça e fez cessar o tumulto. Em seguida, acompanhado de uma escolta, entrou na Catedral para garantir o bom andamento da eleição. Graças à sua eficaz ação, logo se acalmaram os ânimos…

O Papa já tem mais de meio milhão de seguidores no Twitter

Imagem
VATICANO, 04 Dez. 12 / 01:47 pm (ACI).- O Papa Bento XVI já tem mais de meio milhão de seguidores em sua conta oficial de Twitter e o tema se converteu em um dos mais comentados nesta rede social na América Latina.
Até o fechamento desta edição e somando as contas nos oito idiomas, o Santo Padre tem já mais de 545 mil seguidores que esperam com ânsias seu primeiro tweet, que será emitido no próximo 12 de dezembro, Festa da Virgem de Guadalupe.
Desses 544 mil, mais de 381 mil são da conta em inglês, enquanto que a conta em espanhol @pontifex_es supera os 90 mil seguidores. A conta em português @pontifex_pt tem mais de 14 mil seguidores. Com seus primeiros tweets, o Papa responderá algumas perguntas sobre argumentos relacionados com a fé, enviadas com o hashtag #askpontifex (pergunte ao Pontífice).
Respeitar os 140 caracteres em cada "tweet" não será certamente difícil para o Papa. Suas mini-mensagens serão "pérolas" de sabedoria, explicou o presidente do Pontifício…

Preparai o caminho do Senhor... - O tempo do Advento: reflexão de Dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro

Imagem
O tempo do advento, como início do ano litúrgico, é o momento da preparação para a celebração do grande mistério divino que é o Natal do Senhor Jesus Cristo. É o tempo da espera, o tempo de “preparar o caminho do Senhor”. Essa “preparação” nos faz vivenciar uma dupla expectativa, a saber, uma que nos põe em evidência a necessidade de “vigiar e orar”, a fim de que estejamos prontos para a chegada do Senhor que virá no fim dos tempos, mas também, nos evidencia a expectativa do povo de Deus da antiga Aliança, que ardentemente punha-se no aguardo do “Emmanuel”, o “Messias”, o “Deus conosco”.
Iniciando a vivência deste tempo litúrgico de expectativa pela vinda do Senhor que é o Advento, convido a que observemos neste momento qual o nosso papel nesta preparação para a sua vinda não somente no que toca a nós mesmos em particular, mas também no tocante ao contexto no qual estamos inseridos. O tempo do Advento trata-se também de um momento em que somos chamados à missão profética de anunciar …