Rádio

sábado, 4 de março de 2017

Leitura Orante: Solidários com os excluídos

"Eu não vim chamar os justos,
mas os pecadores para a conversão."


Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todos os que,
nesta rede da internet,
se reúnem em torno da Palavra:


Oração para antes de ler a Bíblia
+ Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Jesus Mestre, que dissestes:
“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles”, ficai conosco, aqui reunidos para melhor meditar e comungar com vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. 
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa, onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes de santidade e de apostolado.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto Lc 5,27-32:
Naquele tempo:Jesus viu um cobrador de impostos, chamado Levi,sentado na coletoria.Jesus lhe disse: 'Segue-me.'Levi deixou tudo, levantou-se e o seguiu.Depois, Levi preparou em casaum grande banquete para Jesus.Estava aí grande número de cobradores de impostose outras pessoas sentadas à mesa com eles.Os fariseus e seus mestres da Lei murmuravame diziam aos discípulos de Jesus:'Por que vós comeis e bebeiscom os cobradores de impostos e com os pecadores?'Jesus respondeu:'Os que são sadios não precisam de médico,mas sim os que estão doentes.Eu não vim chamar os justos,mas sim os pecadores para a conversão.'Palavra da Salvação.

Refletindo
O que esse texto fala ao meu coração? Ler novamente, com calma, e estar aberto à ação do Espírito Santo. Como esse texto pode ser traduzido na minha vida? Elencar frases ou palavras chaves para ir recitando durante o dia.


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Medito em silêncio na presença de Deus.

SOLIDÁRIO COM OS EXCLUÍDOS
Jesus superou toda espécie de exclusão e marginalização, num evidente contraste com a sociedade religiosa de sua época. No tempo do Messias, certas categorias religiosas faziam questão de manter-se afastadas de determinadas pessoas ou evitavam algumas circunstâncias para não contrair impureza ritual. Tal impureza as impedia de exercer funções cultuais ou, então, deixava-as inabilitadas para acolher a vinda do Messias.
A partir desta mentalidade, Jesus foi questionado por seus adversários por estar participando de uma refeição, na casa do novo discípulo Levi, e por estar rodeado de pessoas consideradas excluídas da salvação: os cobradores de impostos. O Mestre, no entanto, sentia-se à vontade no meio delas e se recusava a pautar seu agir pelos preconceitos da época.
Como se explica o gesto contestador de Jesus? Sua missão consistia em trazer salvação para a humanidade. Para isso, escolheu o caminho da solidariedade e da proximidade com os destinatários da graça concedida pelo Pai. Não assumiu uma postura moralista em relação aos pecadores, nem lhes lançou um olhar de arrogante superioridade. E, sim, aproximou-se deles e, transbordando de misericórdia, conquistou-os para Deus.
Jesus compreendeu, perfeitamente, o sentido de sua presença no meio da humanidade. Ele veio para dirigir um convite à conversão aos carentes de salvação.

Pe. Jaldemir Vitório, sj


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a Oração do Dia:
Ó Deus eterno e todo-poderoso, olhai com bondade a nossa fraqueza e estendei, para proteger-nos, a vossa mão poderosa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Como o Senhor me convida a agir aplicando concretamente em minha vida esta leitura que acabei de meditar? Estou disposto a trilhar o caminho de conversão quaresmal ouvindo e praticando os ensinamentos de Jesus? Tendemos, muitas vezes, a pensar que os pecadores não devem frequentar a igreja. No entanto, Jesus acolhia principalmente aos pecadores e os chamava para se tornarem seus seguidores. Assim sendo, diante dessa realidade da acolhida de Jesus aos pecadores, o que eu posso fazer concretamente para viver no dia de hoje o Evangelho que meditei?

E rezo:

Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.
Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.
São Paulo Apóstolo, rogai por nós.
De todo pecado, livrai-nos Senhor.

Oração da Campanha da Fraternidade 2017:

Deus, nosso Pai e Senhor,
nós vos louvamos e bendizemos,
por vossa infinita bondade.
Criastes o universo com sabedoria
e o entregastes em nossas frágeis mãos
para que dele cuidemos com carinho e amor.
Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela
Casa Comum.
Cresça, em nosso imenso Brasil,
o desejo e o empenho de cuidar mais e mais
da vida das pessoas,
e da beleza e riqueza da criação,
alimentando o sonho do novo céu e da nova terra
que prometestes.
Amém!

Bênção Final:

Maria, minha querida e terna Mãe,
colocai vossa mão sobre minha cabeça.
Guardai minha mente, coração e sentidos
para que eu não cometa o pecado.
Santificai meus pensamentos, sentimentos, palavras e ações,
para que eu possa agradar a vós
e ao vosso Jesus e meu Deus.
E assim, possa partilhar
da vossa felicidade no céu.
Jesus e Maria, dai-me vossa bênção:
+ em nome do Pai, do Filho
e do Espírito Santo. Amém.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Leitura Orante: Não é hora de jejuar

"Dias virão em que o esposo lhes será tirado,
e então jejuarão."


Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todos os que,
nesta rede da internet,
se reúnem em torno da Palavra:


Oração para antes de ler a Bíblia
+ Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Jesus Mestre, que dissestes:
“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles”, ficai conosco, aqui reunidos para melhor meditar e comungar com vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. 
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa, onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes de santidade e de apostolado.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto Mt 9,14-15:
Naquele tempo:Os discípulos de João aproximaram-se de Jesuse perguntaram:'Por que razão nós e os fariseus praticamos jejuns,mas os teus discípulos não?'Disse-lhes Jesus:'Por acaso, os amigos do noivo podem estar de lutoenquanto o noivo está com eles?Dias virão em que o noivo será tirado do meio deles.Então, sim, eles jejuarão.Palavra da Salvação.


Refletindo
O que esse texto fala ao meu coração? Ler novamente, com calma, e estar aberto à ação do Espírito Santo. Como esse texto pode ser traduzido na minha vida? Elencar frases ou palavras chaves para ir recitando durante o dia.


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Medito em silêncio na presença de Deus.

NÃO É HORA DE JEJUAR
Os fariseus e os discípulos de João Batista ficavam intrigados com os discípulos de Jesus pelo fato de estes últimos não se darem a práticas de ascetismo. Aliás, Jesus parecia não ligar muita importância para isso. Os pontos sobre os quais ele insistia eram outros. A espiritualidade ensinada por Jesus não batia com o modo de ver de seus opositores.
Por que o Mestre não insistia na importância do jejum? Ele entendia sua presença como a realização das esperanças do povo de Deus: era o Messias-esposo, cuja presença deveria ser saudada com festa e canto, e não com luto e tristeza. O jejum comporta a idéia de espera da chegada de alguém, com quem se haverá de sentar à mesa para partilhar do banquete. Afinal, ninguém vai para uma festa já bem satisfeito. E, sim, bastem-se de comer, para poder se deliciar com o que lhe será oferecido.
Jesus entendeu a convivência com ele como a participação em uma festa de casamento. Viria, porém, o momento em que ele seria tirado do meio dos seus e, de novo, haveria de se estabelecer um tempo de espera. Portanto, novamente tempo de jejum e preparação. Tempo de esperança. Tempo de criar disposições interiores para acolhê-lo, pois está chegando. O jejum cristão se faz pensando em Jesus e por causa de Jesus. Ele não é um fim em si mesmo. Antes, é um meio de abrir-se para o Messias que vem.

Pe. Jaldemir Vitório, sj


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a Oração do Dia:
Ó Deus, assisti com vossa bondade a penitência que iniciamos, para que vivamos interiormente as práticas externas da Quaresma. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Como o Senhor me convida a agir aplicando concretamente em minha vida esta leitura que acabei de meditar? Estou disposto a trilhar o caminho de conversão quaresmal ouvindo e praticando os ensinamentos de Jesus? As práticas religiosas não podem ser simples ritualismos que cumprimos por costume ou tradição. Minha religiosidade tem sido capaz de estabelecer um relacionamento profundo e maduro com Deus? Percebo os apelos de Deus através dos sinais dos tempos e dos acontecimentos a minha volta? O que posso fazer concretamente para viver no dia de hoje o Evangelho que meditei?

E rezo:

Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.
Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.
São Paulo Apóstolo, rogai por nós.
De todo pecado, livrai-nos Senhor.

Oração da Campanha da Fraternidade 2017:

Deus, nosso Pai e Senhor,
nós vos louvamos e bendizemos,
por vossa infinita bondade.
Criastes o universo com sabedoria
e o entregastes em nossas frágeis mãos
para que dele cuidemos com carinho e amor.
Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela
Casa Comum.
Cresça, em nosso imenso Brasil,
o desejo e o empenho de cuidar mais e mais
da vida das pessoas,
e da beleza e riqueza da criação,
alimentando o sonho do novo céu e da nova terra
que prometestes.
Amém!

Bênção Final:

Maria, minha querida e terna Mãe,
colocai vossa mão sobre minha cabeça.
Guardai minha mente, coração e sentidos
para que eu não cometa o pecado.
Santificai meus pensamentos, sentimentos, palavras e ações,
para que eu possa agradar a vós
e ao vosso Jesus e meu Deus.
E assim, possa partilhar
da vossa felicidade no céu.
Jesus e Maria, dai-me vossa bênção:
+ em nome do Pai, do Filho
e do Espírito Santo. Amém.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Leitura Orante: O destino do Filho do Homem

"Quem perder a vida por causa de mim,
esse a salvará."

Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todos os que,
nesta rede da internet,
se reúnem em torno da Palavra:


Oração para antes de ler a Bíblia
+ Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Jesus Mestre, que dissestes:
“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles”, ficai conosco, aqui reunidos para melhor meditar e comungar com vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. 
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa, onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes de santidade e de apostolado.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto Lc 9,22-25:
Naquele tempo disse Jesus aos seus discipulos:'O Filho do Homem deve sofrer muito,ser rejeitado pelos anciãos,pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei,deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia.'Depois Jesus disse a todos:'Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo,tome sua cruz cada dia, e siga-me.Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la;e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará.Com efeito, de que adiantaa um homem ganhar o mundo inteiro,se se perde e se destrói a si mesmo?Palavra da Salvação.

Refletindo
O que esse texto fala ao meu coração? Ler novamente, com calma, e estar aberto à ação do Espírito Santo. Como esse texto pode ser traduzido na minha vida? Elencar frases ou palavras chaves para ir recitando durante o dia.


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Medito em silêncio na presença de Deus.

O DESTINO DO FILHO DO HOMEM
Desde que começou a acolher discípulos ao redor de si, Jesus jamais teve a intenção de criar falsas esperanças nos corações deles. Suas palavras e ações davam pistas para a compreensão de sua identidade. Mesmo assim, os discípulos corriam o risco de fazer uma falsa imagem de Jesus e nutrir expectativas infundadas a seu respeito.
O modo de o Mestre falar e agir despertava aversão em alguns grupos religiosos de sua época. Estes não podiam suportar que Jesus estivesse tão próximo de Deus e se relacionasse com ele, de maneira tão familiar. A formação teológica, que receberam, não comportava um fato deste gênero. Para eles, por ser Santo, Deus mantinha-se suficientemente afastado dos seres humanos. Era um ser inacessível.
Jesus não se intimidava pela imagem que esses grupos religiosos tinham a seu respeito. Pelo contrário, seguiu em frente, agindo com toda liberdade, apesar de a animosidade de seus inimigos crescer em intensidade. O Pai lhe confiara uma missão e ele a cumpriria a qualquer custo.
Foi, então, que Jesus começou a alertar seus discípulos para o destino que lhe esperava: sofrer muito, ser rejeitado, ser morto e, no terceiro dia, ressuscitar. Quem se dispusesse a se tornar discípulo, deveria estar disposto a percorrer o mesmo caminho.

Pe. Jaldemir Vitório, sj


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a Oração do Dia:
Inspirai, ó Deus, as nossas ações e ajudai-nos a realizá-las, para que em vós comece e termine tudo aquilo que fizemos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Como o Senhor me convida a agir aplicando concretamente em minha vida esta leitura que acabei de meditar? Estou disposto a trilhar o caminho de conversão quaresmal ouvindo e praticando os ensinamentos de Jesus? O verdadeiro discípulo de Jesus é aquele que vive como o próprio Jesus. Busco fazer d Jesus o modelo para a minha vida? Jesus não viveu para si, mas viveu sim para o Pai e para os irmãos e irmãs. Busco a satisfação dos meus interesses e necessidades e esqueço-me das necessidades e sofrimentos irmãos e irmãs? O que posso fazer concretamente para viver no dia de hoje o Evangelho que meditei?

E rezo:

Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.
Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.
São Paulo Apóstolo, rogai por nós.
De todo pecado, livrai-nos Senhor.

Oração da Campanha da Fraternidade 2017:

Deus, nosso Pai e Senhor,
nós vos louvamos e bendizemos,
por vossa infinita bondade.
Criastes o universo com sabedoria
e o entregastes em nossas frágeis mãos
para que dele cuidemos com carinho e amor.
Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela
Casa Comum.
Cresça, em nosso imenso Brasil,
o desejo e o empenho de cuidar mais e mais
da vida das pessoas,
e da beleza e riqueza da criação,
alimentando o sonho do novo céu e da nova terra
que prometestes.
Amém!

Bênção Final:

Maria, minha querida e terna Mãe,
colocai vossa mão sobre minha cabeça.
Guardai minha mente, coração e sentidos
para que eu não cometa o pecado.
Santificai meus pensamentos, sentimentos, palavras e ações,
para que eu possa agradar a vós
e ao vosso Jesus e meu Deus.
E assim, possa partilhar
da vossa felicidade no céu.
Jesus e Maria, dai-me vossa bênção:
+ em nome do Pai, do Filho
e do Espírito Santo. Amém.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Leitura Orante: A verdadeira piedade

"E o teu Pai, que vê o que está escondido,
te dará a recompensa."

Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todos os que,
nesta rede da internet,
se reúnem em torno da Palavra:


Oração para antes de ler a Bíblia
+ Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Jesus Mestre, que dissestes:
“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles”, ficai conosco, aqui reunidos para melhor meditar e comungar com vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. 
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa, onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes de santidade e de apostolado.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto Mt 6,1-6.16-18:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
'Ficai atentos
para não praticar a vossa justiça na frente dos homens,
só para serdes vistos por eles.
Caso contrário, não recebereis a recompensa
do vosso Pai que está nos céus.
Por isso, quando deres esmola,
não toques a trombeta diante de ti,
como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas,
para serem elogiados pelos homens.
Em verdade vos digo:
eles já receberam a sua recompensa.
Ao contrário, quando deres esmola,
que a tua mão esquerda nóo saiba
o que faz a tua mão direita,
de modo que, a tua esmola fique oculta.
E o teu Pai, que vê o que está oculto,
te dará a recompensa.
Quando orardes,
não sejais como os hipócritas,
que gostam de rezar em pé,
nas sinagogas e nas esquinas das praças,
para serem vistos pelos homens.
Em verdade vos digo:
eles já receberam a sua recompensa.
Ao contrário, quando tu orares,
entra no teu quarto, fecha a porta,
e reza ao teu Pai que está oculto.
E o teu Pai, que vê o que está escondido,
te dará a recompensa.
Quando jejuardes,
não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas.
Eles desfiguram o rosto,
para que os homens vejam que estão jejuando.
Em verdade vos digo:
Eles já receberam a sua recompensa.
Tu, porém, quando jejuares,
perfuma a cabeça e lava o rosto,
para que os homens não vejam
que tu estás jejuando,
mas somente teu Pai, que está oculto.
E o teu Pai, que vê o que está escondido,
te dará a recompensa.

Palavra da Salvação.

Refletindo
O que esse texto fala ao meu coração? Ler novamente, com calma, e estar aberto à ação do Espírito Santo. Como esse texto pode ser traduzido na minha vida? Elencar frases ou palavras chaves para ir recitando durante o dia.


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Medito em silêncio na presença de Deus.

A VERDADEIRA PIEDADE
A relação do ser humano com Deus acontece através de gestos concretos. A piedade bíblica valorizava, de modo especial, três práticas de piedade: a esmola, a oração e o jejum. A esmola manifesta a abertura de coração para o próximo, especialmente, para quem é pobre e depende da misericórdia alheia para sobreviver. Orar é entrar em comunhão com Deus, como superação dos limites humanos e como projeção para o Absoluto. O jejum coloca-se no nível da relação do ser humano consigo mesmo, evidenciando a capacidade de manter, sob controle, as próprias paixões, os próprios sentimentos e, até mesmo, os instintos.
Jesus ensinou a seus discípulos uma maneira diferente de praticar a piedade, maneira que ele chamou de justiça. Tudo deve ser feito com a máxima discrição: a esmola deve ser dada sem ostentação; a oração verdadeira, feita no recesso do próprio quarto, de modo a ser Deus a única testemunha; o jejum, dissimulado com banhos e perfumes para se evitar toda aparência de abatimento. Quem age assim, é visto por Deus, que se dá conta de tudo, até mesmo do que se passa em segredo.
Jesus não aboliu as práticas de piedade. Pelo contrário, deu-lhes uma impostação nova. Esse é o modo concreto de vivê-las na perspectiva da justiça do Reino. A verdadeira piedade é, pois, um caminho excelente de encontro com Deus e com os irmãos.

Pe. Jaldemir Vitório, sj


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a Oração do Dia:

Concedei-nos, ó Deus todo-poderoso, iniciar com este dia de jejum o tempo da Quaresma, para que a penitência nos fortaleça no combate contra o espírito do mal. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Como o Senhor me convida a agir aplicando concretamente em minha vida esta leitura que acabei de meditar? Estou disposto a trilhar o caminho de conversão quaresmal ouvindo e praticando os ensinamentos de Jesus? Jesus nos ensina a não vivermos de aparência. O nosso exterior deve transmitir aquilo que vivemos em nosso interior. Busco ser coerente nas minhas atitudes com a fé que professo? Querer o olhar de Deus é mais importante do que querer ser visto pelos homens. O que posso fazer concretamente para viver no dia de hoje o Evangelho que meditei?

E rezo:
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.
Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.
São Paulo Apóstolo, rogai por nós.
De todo pecado, livrai-nos Senhor.

Bênção Final:
Maria, minha querida e terna Mãe,
colocai vossa mão sobre minha cabeça.
Guardai minha mente, coração e sentidos
para que eu não cometa o pecado.
Santificai meus pensamentos, sentimentos, palavras e ações,
para que eu possa agradar a vós
e ao vosso Jesus e meu Deus.
E assim, possa partilhar
da vossa felicidade no céu.
Jesus e Maria, dai-me vossa bênção:
+ em nome do Pai, do Filho
e do Espírito Santo. Amém.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Leitura Orante: Nós deixamos tudo!

"Eis que nós deixamos tudo e te seguimos."

Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todos os que,
nesta rede da internet,
se reúnem em torno da Palavra:


Oração para antes de ler a Bíblia
+ Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Jesus Mestre, que dissestes:
“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles”, ficai conosco, aqui reunidos para melhor meditar e comungar com vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. 
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa, onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes de santidade e de apostolado.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto Mc 10,28-31:
Naquele tempo:
Começou Pedro a dizer a Jesus:
'Eis que nós deixamos tudo e te seguimos.'
Respondeu Jesus:
'Em verdade vos digo,
quem tiver deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos,
campos, por causa de mim e do Evangelho,
receberá cem vezes mais agora, durante esta vida
- casa, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos,
com perseguições -
e, no mundo futuro, a vida eterna.
Muitos que agora são os primeiros serão os últimos.
E muitos que agora são os últimos serão os primeiros.'

Palavra da Salvação.

Refletindo
O que esse texto fala ao meu coração? Ler novamente, com calma, e estar aberto à ação do Espírito Santo. Como esse texto pode ser traduzido na minha vida? Elencar frases ou palavras chaves para ir recitando durante o dia.


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Medito em silêncio na presença de Deus.

NÓS DEIXAMOS TUDO!
A opção pelo discipulado exigiu dos discípulos deixarem tudo para seguir Jesus. O gesto deles deveu-se tanto ao amor por Jesus quanto ao amor pelo Evangelho. Em suma, ao amor pelo Reino de Deus. Este amor despontou com tal força na vida dos seguidores do Mestre, que os levou a relativizar os laços familiares e afetivos, bem como seus projetos profissionais e todos os demais planos.
É compreensível a preocupação dos discípulos com seu futuro, subentendida nas palavras de Pedro. Que recompensa poderiam esperar como resultado de seu gesto de desapego? Estariam fadados a viver na penúria e na indigência? Que esperança poderiam cultivar, posto que o Reino exigiria deles sempre contínuas renúncias?
A resposta de Jesus, embora clara, requeria dos discípulos uma grande dose de discernimento para perceberem de que modo a promessa do Mestre fazia-se verdadeira. Ele falava em recompensa centuplicada, correspondente a tudo quanto fora deixado para trás: familiares e propriedades. E, como coroamento de tudo, a vida eterna. Tudo isto, em meio a perseguições e dificuldades.
A recompensa prometida, neste mundo e no outro, seria puramente espiritual? As palavras de Jesus referiam-se à recompensa material? Estaria o Mestre iludindo seus discípulos? Foram questionamentos que passaram pelas mentes dos discípulos. Só o tempo iria revelar o verdadeiro sentido das palavras do Mestre.

Pe. Jaldemir Vitório, sj


3.Oração (Vida)O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a Oração do Dia:
Pai, dá-me a graça de entregar-me totalmente ao serviço do Reino, sem esperar outra recompensa além de saber-me amado por ti. Assim seja. Amém.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Como o Senhor me convida a agir aplicando concretamente em minha vida esta leitura que acabei de meditar? Deus deve ser o centro da minha vida e a cauda da minha felicidade. Tenho me dedicado em ouvir e em cumprir a Sua vontade? Se eu vivo apegado as coisas do mundo, eu vivo em função delas e coloco nelas a minha felicidade, fechando o meu coração à ação divina e a minha vida ao projeto do Reino dos Céus. O que posso fazer concretamente para viver no dia de hoje o Evangelho que meditei?

E rezo:
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.
Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.
São Paulo Apóstolo, rogai por nós.
De todo pecado, livrai-nos Senhor.

Bênção Final:
Maria, minha querida e terna Mãe,
colocai vossa mão sobre minha cabeça.
Guardai minha mente, coração e sentidos
para que eu não cometa o pecado.
Santificai meus pensamentos, sentimentos, palavras e ações,
para que eu possa agradar a vós
e ao vosso Jesus e meu Deus.
E assim, possa partilhar
da vossa felicidade no céu.
Jesus e Maria, dai-me vossa bênção:
+ em nome do Pai, do Filho
e do Espírito Santo. Amém.