Rádio

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

um ou Outro?



Bom, como faço para fugir da voz que me perturba tanto?


Se bem que eu não seu se ela realmente me perturba!!!


Onde está a felicidade, a minha felicidade?


"Onde te escondeste meu amado que me deixaste com gemido?"


Onde está o amor, o meu amor?


Por onde seguir, qual caminho trilhar?


O que me parecia certo, agora é duvidoso.


O que me parecia duvidoso, agora é certo...


O que me parecia duvidoso, agora é certo?


Não sei, sabia, mas agora não sei mais!


"O caminho se faz ao caminhar".


"Senhor o que Tu queres que eu faça?"


Meu amado, onde você está?


Ajude-me pois quero você!


E quero o Outro também.


Mas não pode, ou um ou Outro, e agora?


Floresceu meu lado mulher ou é impressão minha?


O que sou? Homem? Sensível? Mulher? Carente?


Não sei. "Só sei que nada sei!"


E as vozes continuam a perturba-me:


Vai por ali - diz uma. Vai por lá - diz Outra.


E agora? A quem ouvir? Não sei.


"Ó minh'alma retorna a tua paz


como criança bem tranquila


no regaço acolhedor de sua mãe!"


E assim vou caminhando.

Paz e Bem!

Histórias...

Слава Ісусу Христу!

Cada uma que me acontece!!!
Por estes dias tenho ido à São José dos Campos para resolver alguns problemas. Sempre que vou pra lá, gosto de ir no ônibus que vai pela estrada velha Rio - São Paulo, é mais barato, demora mais (adoro andar de ônibus! vc num tem noção!!! rsrsrs) e adoro escutar o que as pessoas dizem. Não que eu seja fofoquerio ou que goste de cuidar da vida alheia, gosto dsctar para para e pensar um pouco sobre o que dito, esse é um vício que peguei quando estava fazendo filosofia. Bom, se bem que nem tem como não escutar, as pessoas quando dentro de um ônibus perdem a noção de espaço, tempo, limites... e elas simplesmente falam, falam e falam, e bem alto, de modo que não há como não escutar.
Pois bem, ontem, quando já estava indo à SJC, de repente começo a escutar um senhor conversando com a pessoa ue estava sentada ao lado dele: "Aqui no terreno ao fundo da GM, fiz uma escavação e encontrei em meio a terra, a uns três metros de profundidade, alguns pedacinhos da ARCA DE NOÉ! Continuei a pesquisar outros pontos da cidade e econtrei mais alguns pedaços às margens do Rio Paraíba, a Arca de Noé esteve aqui, também, com um solo tão fétil como esse, só a Arca de Noé mesmo!!!" E continuou: "Encontrei um pedaço da arca que tinha o formato de um oratório pela metade. Peguei esse pedaço e levei para casa. Qual foi minha surpresa quando vi meu irmão com um oratório que ele havia feito, e feito somente metade também. Juntei as duas partes e coloquei a imagem de Nossa Senhora Aparecida."
RSRSRSRS.... Sem noção! É cada uma! Aqui em Caçapava tem também uma lasquinha da cruz de Jesus, vou mostrar pra ele pra ver o que acha! Ai, é cada uma que só por Deus. Ainda bem que ele não se sentou ao meu lado pra falar sobre isso! Ia dar tanta risada! Fala sério!

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Tertúlias flácidas para acalentar bovinos


Слава Ісусу Христу!


Blá, blablablablablá! Blablá blablablá blablablablablablá bla blá blablablá...

Blabla blablabablablablablá: bla blablá blablabla "bla blablaa"! Blabla blá? Blablablablába blablá bla. Blablablablablablablablablablá bla blá blabla, blabla, blabem.


Blablablá blá blablá!


Blá.


Unum core et anima una!

Pax et Bonum!

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

É tempo de voltar às origens!

Слава Ісусу Христу!

Neste novo ano que acaba de iniciar, tenho um propósito muito importante. Aliás, muito mais do que um propósito, um modo de vida que vai muito mais além disso! O caso é que cansei das mesmices cotidianas, das minhas misérias, de meu comodismo. Penso que a busca pela felicidade é presente em cada ser humano, e comigo não é diferente. Percebi que tudo o que havia fazendo não me trazia felicidade mas somente euforia. Percebi que tudo o que fiz foi, aos poucos, afastado-me das minhas origens. Mas eu quero a felicidade, felicidade verdadeira, felicidade eterna.
Refletindo um pouco sobre isso, escolhi por modo de vida para ser trabalhado durante esse ano, uma belíssima frase de minha mãe seráfica Santa Clara de Assis: "Jamais se esqueça do seu ponto de partida." O que é homem sem suas origens? Não estou aqui me referindo ao passado, pois já passou, já não existe mais. Estou falando das minhas raízes, de onde vim, onde tudo teve seu início. Caminhar sem ter em vista o ponto de partida é como caminhar em uma esteira elétrica: você corre, corre, e se mata em correr, mas não chega a lugar algum.
É eliminar o homem velho e fazer nascer o homem novo. É reinflamar o carisma que Deus colocou em mim, é uma volta às origens. Pois o que será de uma árvore que se esquece de suas raízes? Raiz é princípio vital para a árvore. Pois bem, que será do ser humano que se esquece de suas origens? Seu ponto de partida é também sua vitalidade.
Resumindo, quero ser uma pessoa melhor. Aprender a transformar meus erros, meus pecados em virtudes, em acertos. Quando cair logo levantar, pois recebi a Força que me é necessária para isso e nada pode me deter.
Santidade já!!!
Quero "estar no ponto"!
Quero ser o que realmente sou: filho de Deus, irmão de Jesus Cristo, templo do Espírito Santo.
"Sou apenas um lápis nas mãos de Deus" e isso me basta!!
Unum core et anima una!
Pax et Bonum!