Rádio

sábado, 20 de junho de 2009

En mi Getzemani

Para que mi amor no sea un sentimiento
tan solo un deslumbramiento pasajero.
Para no gastar mas palabras mas mias
ni viciar de contenido mi "Te Quiero".
Quiero hundir mas hondo mi raiz em ti
y cimentar em solidez este mi afecto
Pues mi corazón que es inquieto y es frágil
solo acierta si se abraza a tu proyecto.
Mas alla de mis miedos
mas alla de mi inseguridad
quiero darte mi respuesta.
Aqui estoy para hacer tu voluntad
para que mi amor sea dicir que si
hasta el final.
Duerme su sopor y temen en el huerto
ni sus amigos acompañan al maestro
Si es hora de crus es de fidelidades
pero el mundo nunca quiere aceptar esto
Dame a comprender Señor tu amor tan puro
amor que persevera en la cruz amor perfecto.
Dame serte fiel cuando tudo es oscuro
para que mi amor sea mas que um sentimiento.
No es en las palabras ni es en las promesas
donde la história tiene su motor secreto
Solo es el amor en la cruz madurado
el amor que mueve todo el universo
Pogo a mi quequeña vida hoy en tus manos
por sobre mis seguridades y mis miedos.
Y para elegir tu querer y no el mio
Hazte mi Getzemani fiel y despierto.
Mas alla de mis miedos
mas alla de mi inseguridad
quiero darte mi respuesta.
Aqui estoy para hacer tu voluntad
para que mi amor amor sea decir que si
hasta el final.

Oração no monte das Oliveiras (Lc 22,39-46)


"Jesus saiu e, como de costume, foi para o monte das Oliveiras. Os discípulos o acompanharam. Chegando ao lugar. Jesus lhes disse: 'Orai para não cairdes em tentação'. Então afastou-se dali, à distancia de um arremeço de pedra, e, de joelhos, começou a orar. 'Pai, se quiseres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a tua!' Apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia. Entrando em agonia, Jesus orava com mais insistência. Seu suor tornou-se como gotas de sangue que caíam no chão. Levantando-se da oração, Jesus foi para junto dos discípulos e encontrou-os dormindo, de tanta tristeza. E perguntou-lhes: 'Porque estais dormindo?Levantai-vos e orai, para não cairdes em tentação'".

Meu Getsêmani

As vezes sinto-me em agonia. São tantas as situações da vida chamadas tentações que aparecem diante de mim! Não é fácil, nada fácil. As vezes dá vontade de largar tudo, desistir de lutar ou até mesmo de viver. A vida não é nada fácil, nada simples (ou nós é a tornamos complicada, quem sabe?). Mas tudo isso é normal, faz parte mesmo da vida. Não haveria sentido se a vida fosse só o gozar, só as coisas boas, se já nascêssemos perfeitos.

Mas essa é a visão humana, pois, se olharmos com os olhos da fé, veremos que Deus sempre nos dá forças para a luta. Ele não nos empurra fardos maiores que nossos ombros. Ele cerca-nos de amor e de carinho dando-nos tudo o que nos é necessário para alcançarmos as vitórias cotidianas. Basta que tomemos posse de Sua graça, que nos coloquemos em Suas mãos e que Ele também se coloque nas nossas. Por tudo isso, jamais quero desistir de lutar, mesmo que as vezes pareça estar tudo além das minhas possibilidades. Esse é o famoso Getsêmani pelo qual Jesus passou e pelo qual também nós todos iremos passar. Mas como Jesus, importa orar, não desistir e ir à luta. Deus conseguirá vencer por nós!

sábado, 6 de junho de 2009

O amor nunca desiste:
tudo suporta e tudo crê.
Na dor jamais se dobra:
tudo espera para tudo vencer!

Noite escura, solidão, alma leve...

Tenho passado por tantas situações em minha vida! Muitas situações consideradas boas, outras nem tanto, mas todas elas me são caras e preciosas. São as oportunidades que a vida me oferece para que eu possa aprender coisas novas. Sou grato sim, pois é aquilo que aprendi enquanto seminarista franciscano: tudo é graça, em tudo tenho a oportunidade de me fazer uma pessoa melhor.
Mesmo com tantos problemas, nenhum dia me é triste e escuro. Tenho passado sim por várias noites escuras - e que noites escuras!!! rs Mas não julgo serem esses momentos tristes ou desoladores ou infelizes. Não é muito fácil viver tudo isso, mas com a graça de Deus vamos levando em frente, é Ele que me dá a força que preciso para seguir em frente. Sem a força Dele, nada posso. Sou feliz por poder viver essas noites de escuridão. Nem são tantas, mas elas existem e exigem perseverança.
Importantes são também os momentos de deserto. Feliz é o homem que se tranca em seu quarto, aproveita seus momentos de solidão, aquele que dá espaço para que a solidão se apresente em sua casa. É no deserto que nós somos nós mesmos, é o famoso tu a tu, é meu interior a falar mais forte. A solidão é necessária para não deixar a alma sufocada em razão das tantas máscaras que usamos quando estamos com os outros. Não creio que estejamos mascarados sempre que nos deparamos com o outro, mas elas estão aí e sempre que temos a oportunidade, acabamos por fazer uso delas. Esvaziar-se é preciso e importante. "Deletar" de nosso interior tudo o que nos impede de sermos nós mesmos.
Chega! Já falei muita baboseira por hoje! rs
Mas precisava desabafar.
Até mais.