Angústia

Tenho saudades de um amor antigo.
Amor mal vivido
mas que deixou grandes marcas em mim
e está presente em meu coração.

Agora sei como é horrível amar e não ser correspondido!
Como dói, como machuca!
Vem, ó meu amado, volta para mim
Não penso noutra pessoa que não seja você!

Toma posse de mim como outrora
Faz-me seu, toma-me, toma-me!
Devora-me com seu amor flamejante
Vem e liberta-me dessa loucura!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

São Bernardo, abade e doutor da igreja

Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática

NOSSA SENHORA DOS ANJOS, FESTA DO PERDÃO DE ASSIS