Rádio

sábado, 1 de novembro de 2008

A pedra preciosa

Alguém, tendo entrado em uma joalheria,
examinava as pedras de grande valor.
Após notar uma sem brilho, o visitante observou:
"Há uma pedra ocupando espaço entre tantas que têm valor!
Ela é opaca, e não tem uma variedade de cores!"
O dono da joalheria, diante da observação,
tomou aquela pedra, escondeu-a na mão
e, de repente, mostrou-a próxima à janela.
A pedra havia de transfigurado diante do
visitante, que, maravilhado, perguntou:
"Por que ela adquiriu as cores do arco-íris?"
O joalheiro respondeu:
"É opala, uma das pedras consideradas
'simpáticas' porque reagem diante de uma mão
amiga que lhe irradia vida e cor".
O visitante então concluiu:
"Quantas pessoas precisam de uma mão
amiga e de um feixe de luz para brilhar!"
Realmente, na vida, necessitamos
da luz da fé e do calor da amizade:
só assim grandes mudanças podem acontecer!

Nenhum comentário:

Postar um comentário