Rádio

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Leitura Orante: Menina, levanta-te!

"Talitá cum"

Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todos os que, nesta rede da internet,
se reúnem em torno da Palavra:


Oração para antes de ler a Bíblia

Jesus Mestre, que dissestes:
“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles”, ficai conosco, aqui reunidos para melhor meditar e comungar com vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. 
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa, onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes de santidade e de apostolado.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto Mc 5,21-43:


Naquele tempo:Jesus atravessou de novo, numa barca,para a outra margem.Uma numerosa multidão se reuniu junto dele,e Jesus ficou na praia.Aproximou-se, então, um dos chefes da sinagoga,chamado Jairo.Quando viu Jesus, caiu a seus pés,e pediu com insistência:'Minha filhinha está nas últimas.Vem e põe as mãos sobre ela, para que ela sare e viva!'Jesus então o acompanhou.Uma numerosa multidão o seguia e o comprimia.Ora, achava-se ali uma mulherque, há doze anos, estava com uma hemorragia;tinha sofrido nas mãos de muitos médicos,gastou tudo o que possuía,e, em vez de melhorar, piorava cada vez mais.Tendo ouvido falar de Jesus,aproximou-se dele por detrás, no meio da multidão,e tocou na sua roupa.Ela pensava:'Se eu ao menos tocar na roupa dele, ficarei curada'.A hemorragia parou imediatamente,e a mulher sentiu dentro de sique estava curada da doença.Jesus logo percebeu que uma força tinha saído dele.E, voltando-se no meio da multidão, perguntou:'Quem tocou na minha roupa?'Os discípulos disseram:'Estás vendo a multidão que te comprimee ainda perguntas: 'Quem me tocou'?'Ele, porém, olhava ao redorpara ver quem havia feito aquilo.A mulher, cheia de medo e tremendo,percebendo o que lhe havia acontecido,veio e caiu aos pés de Jesus,e contou-lhe toda a verdade.Ele lhe disse:'Filha, a tua fé te curou.Vai em paz e fica curada dessa doença'.Ele estava ainda falando,quando chegaram alguns da casa do chefe da sinagoga,e disseram a Jairo:'Tua filha morreu. Por que ainda incomodar o mestre?'Jesus ouviu a notícia e disse ao chefe da sinagoga:'Não tenhas medo. Basta ter fé!'E não deixou que ninguém o acompanhasse,a não ser Pedro, Tiago e seu irmão João.Quando chegaram à casa do chefe da sinagoga,Jesus viu a confusão
e como estavam chorando e gritando.Então, ele entrou e disse:'Por que essa confusão e esse choro?A criança não morreu, mas está dormindo'.Começaram então a caçoar dele.Mas, ele mandou que todos saíssem,menos o pai e a mãe da menina,e os três discípulos que o acompanhavam.Depois entraram no quarto onde estava a criança.Jesus pegou na mão da menina e disse:'Talitá cum' - que quer dizer:'Menina, levanta-te!'Ela levantou-se imediatamente e começou a andar,pois tinha doze anos.E todos ficaram admirados.Ele recomendou com insistênciaque ninguém ficasse sabendo daquilo.E mandou dar de comer à menina.Palavra da Salvação.

Refletindo


O que esse texto fala ao meu coração? Ler novamente, com calma, e estar aberto à ação do Espírito Santo. Como esse texto pode ser traduzido na minha vida? Elencar frases ou palavras chaves para ir recitando durante o dia.



2. Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje? Medito em silêncio na presença de Deus.


MENINA, LEVANTA-TE!
"O duplo milagre de Jesus, beneficiando a duas mulheres, ilustra o interesse dele por esta categoria social vítima da marginalização, na sociedade de seu tempo. A ordem dada à menina – "Levanta-te!" – foi prenúncio do que ele desejava ver acontecer com todas as mulheres: livrar-se da exclusão a que estavam relegadas.
Tal exclusão não dependia da situação econômica. A mulher, vítima de hemorragia por doze anos, tinha posses. Por isso, pôde gastar uma fortuna com médicos, os quais foram incapazes de curá-la. Pelo contrário, faziam-na piorar ainda mais. Também a menina ressuscitada não era pobre. Seu pai, Jairo, era chefe da sinagoga local. Sem dúvida, gozava de prestígio na cidade. A grande quantidade de carpideiras pagas para prantear a defunta aos berros, é indício de que o pai da menina tinha dinheiro para isso. Portanto, as beneficiárias de Jesus não foram duas pobrezinhas. Não importa! As mulheres ricas também tinham eram necessitadas da ajuda Jesus.
Ambas as mulheres fizeram o gesto físico de levantar-se. A hemoroíssa, tendo-se lançado aos pés de Jesus, recebeu a ordem de ir em paz, uma vez livre da doença importuna. Quanto à menina, o Mestre tomou-a pela mão, ordenando-lhe que se levantasse. E ela se pôs em pé e caminhou.
Estes gestos exteriores apontavam para uma cura muito mais radical que estava acontecendo na vida delas: o Mestre conseguiu que recuperassem sua dignidade de mulher."
Pe. Jaldemir Vitório, sj



3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a Oração do Dia, à São João Bosco:



Ó Deus, que suscitastes são João Bosco para educar e pai dos adolescentes, fazei que, inflamados da mesma caridade, procuremos a salvação de nossos irmãos, colocando-nos inteiramente ao vosso serviço. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Como o Senhor me convida a agir aplicando concretamente em minha vida esta leitura que acabei de meditar? Qual é a minha resposta a Deus e aos irmãos?
Conhecer a vida e imitar as virtudes de São José.

Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.
Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.
São Paulo Apóstolo, rogai por nós.
São João Bosco, rogai por nos nós.
De todo pecado, livrai-nos Senhor.


Bênção Final
Maria, minha querida e terna Mãe, 
colocai vossa mão sobre minha cabeça. 
Guardai minha mente, coração e sentidos 
para que eu não cometa o pecado. 
Santificai meus pensamentos, sentimentos, palavras e ações, 
para que eu possa agradar a vós 
e ao vosso Jesus e meu Deus. 
E assim, possa partilhar 
da vossa felicidade no céu. 
Jesus e Maria, dai-me vossa bênção:
+ em nome do Pai, do Filho 
e do Espírito Santo. Amém.



***
SANTO DO DIA
São João Bosco


Dom Bosco, criador dos oratórios; catequeses e orientações profissionais, era exemplo para os jovens

Nasceu perto de Turim, na Itália, em 1815. Muito cedo conheceu o que significava a palavra sofrimento, pois perdeu o pai tendo apenas 2 anos. Sofreu incompreensões por causa de um irmão muito violento que teve. Dom Bosco quis ser sacerdote, mas sua mãe o alertava: “Se você quer ser padre para ser rico, eu não vou visitá-lo, porque nasci na pobreza e quero morrer nela”.
Logo, Dom Bosco foi crescendo diante do testemunho de sua mãe Margarida, uma mulher de oração e discernimento. Ele teve que sair muito cedo de casa, mas aquele seu desejo de ser padre o acompanhou. Com 26 anos de idade, ele recebeu a graça da ordenação sacerdotal. Um homem carismático, Dom Bosco sofreu. Desde cedo, ele foi visitado por sonhos proféticos que só vieram a se realizar ao longo dos anos. Um homem sensível, de caridade com os jovens, se fez tudo para todos. Dom Bosco foi ao encontro da necessidade e da realidade daqueles jovens que não tinham onde viver, necessitavam de uma nova evangelização, de acolhimento. Um sacerdote corajoso, mas muito incompreendido. Foi chamado de louco por muitos devido à sua ousadia e à sua docilidade ao Divino Espírito Santo.
Dom Bosco, criador dos oratórios; catequeses e orientações profissionais foram surgindo para os jovens. Enfim, Dom Bosco era um homem voltado para o céu e, por isso, enraizado com o sofrimento humano, especialmente, dos jovens. Grande devoto da Santíssima Virgem Auxiliadora, foi um homem de trabalho e oração. Exemplo para os jovens, foi pai e mestre, como encontramos citado na liturgia de hoje. São João Bosco foi modelo, mas também soube observar tantos outros exemplos. Fundou a Congregação dos Salesianos dedicada à proteção de São Francisco de Sales, que foi o santo da mansidão. Isso que Dom Bosco foi também para aqueles jovens e para muitos, inclusive aqueles que não o compreendiam.
Para a Igreja e para todos nós, é um grande intercessor, porque viveu a intimidade com Nosso Senhor. Homem orante, de um trabalho santificado, em tudo viveu a inspiração de Deus. Deixou uma grande família, um grande exemplo de como viver na graça, fiel a Nosso Senhor Jesus Cristo.
Em 31 de janeiro de 1888, tendo se desgastado por amor a Deus e pela salvação das almas, ele partiu. Mas está conosco no seu testemunho e na sua intercessão.

São João Bosco, rogai por nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário